Fique por dentro!!

Loading...

domingo, 7 de agosto de 2011

Cinesioterapia: Exercício Terapêutico

Oi pessoal,
Nossa primeira postagem diz respeito ao exercício terapêutico em suas aplicações. Estão disponíveis quatro links que servem de subsídio para as respostas de vocês. Leiam e respondam:

a) Como definir o exercício terapêutico (ET)?
b) Quais as indicações e os objetivos dos ET's?
c) No caso dos pacientes críticos, quais as evidências da literatura em relação aos ET's e a funcionalidade?
d) No caso dos pacientes espásticos. há significância nos resultados? Justifique

Obs: Postagens em trio. Prazo: 20/08/2011

Links:
http://www.nead.unama.br/site/bibdigital/pdf/artigos_revistas/140.pdf
http://www.uesb.br/revista/rsc/v3/v3n1a09.pdf
http://www.scielo.br/pdf/rbti/v22n1/a14v22n1.pdf
http://www.scielo.br/pdf/fm/v23n4/a06v23n4.pdf

21 comentários:

  1. d) No caso dos pacientes espásticos. há significância nos resultados? Justifique

    Sim! Há um grande importância no tratamento com exercícios fisioteapêuticos para a recuperação de um paciente que apresenta espasticidade, por que esse paciente terá certas limitações de movimentação , e o exercício fisioterapêutico ira condicioná-lo a ganhar amplitude articular , força muscular, melhorar o fluxo sanguíneo e ter uma qualidade de vida boa .

    Equipe: Nyara Maria , Isabel Carvalhor e Sayonara Mirelle

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. a) É um exercício que tem como o objetivo, manter, corrigir e/ou recuperar determinada função, ou seja restaurar a função normal do corpo ou mante-la, assim utilizando os exercícios em forma de terapia para melhorar a flexibilidade, coordenação motora, força e resistência, devolvendo o movimento livre a sua função.
    Sayonara Mirelle, Isabel Carvalho, Nyara Maria

    ResponderExcluir
  4. b) Quais as indicações e os objetivos dos ET's?
    Exercícios terapêuticos são indicados nos no tratamentos neurológico, respiratório, postural e ortopédico. Tem como fundamental importância a mobilidade para manutenção ou
    restauração da amplitude de movimento (ADM).
    A mobilização realizada pelos exercícios terapêuticos além de contribuir para
    a manutenção da mobilidade, impede comprometimentos articulares e
    musculares, limitação funcional ou incapacidade na realização do movimento.
    Sayonara Mirelle, Isabel Carvalho, Nyara Maria

    ResponderExcluir
  5. a) É o uso do movimento ou exercício como forma de tratamento. É uma técnica que se baseia nos conhecimento de anatomia, fisiologia e biomecânica, a fim de proporcionar ao paciente um melhor e mais eficaz trabalho de prevenção, cura e reabilitação.
    b)tem como objetivo manter corrigir e/ou recuperar uma determinada função, ou seja restaurar a função normal do corpo ou manter o bem estar. a sua indicação é bastante criteriosa, necessita de avaliação para traçar objetivos e estratégias. O programa de exercícios para cada paciente é determinada de acordo com as suas necessidades e baseia se na avaliação da incapacidade do paciente. as indicações e contar indicações depende do quadro clinico do paciente.
    c)Poucos são os estudos que abordam o papel da cinesioterapia em pacientes críticos, porém os exercícios terapeuticos demonstram benefícios, principalmente quando iniciados precocemente. a cinesioterapia precoce na UTI tem sido apontada como segura e viável. O paciente em estado crítico desenvolve uma fraqueza generalizada por diversos motivos desde a imobolização a fármacos utilizados, a acinesioterapia é uma alternativa à prevenção e reversão da fraqueza muscular adquirida na UTI.
    d)A espaticidade gera limitações nas atividades de vida diárias sendo um fator de risco para o desenvolvimento de deformidades estáticas quando não tratada. a cinesioterapia atua na prevenção de deformidades e na reeducação meuromotora.
    Mirella holanda e Hermania Pinto

    ResponderExcluir
  6. 1. Como definir o exercício terapêutico?

    São exercícios usados na reabilitação de pacientes que se encontram em constrangimento cinesiológico, e tambem usados para a assistência curativa, recuperativa e preventive.
    2. Quais as indicações e os objetivos dos exercícios terapeuticos?
    O exercício terapeutico tem por finalidade manter, corrigir e recuperar a função do indivíduo fazendo a manutenção da amplitude de movimento, assim como seu bem estar. Indicado para manutenção ou desenvolvimento do movimento livre, para melhora, restauração e manutenção da força, da mobilidade, da flexibilidade e da coordenação motora.
    3. No caso dos pacientes críticos, quais as evidências da literatura em relação aos ET's e a funcionalidade?
    De acordo com a literatura a redução da força muscular do Paciente em UTI traz grande dificuldade no processo de recuperação das articulações comprometidas, pois como todo arcabouço músculoesquelético fica prejudicado devido ao trauma e suas complicações faz-se necessário a aplicação do exercício terapeutico como instrument essencial na reabilitação de pacientes críticos.
    4. No caso dos pacientes espásticos. há significância nos resultados? Justifique.
    Há certa significancia na utilização do exercício terapeutico no tocante a pacientes espáticos em conjunto com outros complementos terapeuticos, pois segundo pesquisas o exercício terapeutico pode ser eficiente na redução do padrão postural comum a pacientes com lesão no I neurônio motor. Dessa forma concluimos que através do exercício terapeutico conseguimos recuperar parcialmente a amplitude de movimento do paciente.
    Marcos Assis Aguiar Torres – 1011106/4
    Lavínnia Machado Brígido – 0813820
    Carolinne Bezerra de M. Cantal – 0422111/7
    Luciana Cardoso Teixeira – 1120422/8

    ResponderExcluir
  7. LUCIANA MOURA,BRENA GONÇALVES E VICTOR FERNANDES

    a) O exercício terapêutico está inserido dentro da Cinesioterapia que podemos definir de maneira simples como a terapia através do movimento. Neste contexto, pode-se definir exercício terapêutico como uma série planejada já estabelecida de movimentos das diferentes partes do corpo que agem no sentido de prevenir, restaurar, manter ou melhorar o quadro de um indivíduo de acordo com a sua necessidade no intuito de reduzir sua incapacidade funcional, manter ou potencializar seus movimentos.
    b) Os exercícios terapêuticos estão inseridos dentro de uma escala que se inicia desde o momento é que o indivíduo sofre uma lesão e vai até sua plena reabilitação. Dessa forma, podemos entender que os ET’s são indicados para manter a função física, como no exemplo de indivíduos acamados que necessitam movimentar-se, reabilitar o músculo ou a estrutura lesada, como no caso de atletas que sofrem lesões ou de uma maneira mais ampla, melhorar ou manter a qualidade de vida de um indivíduo.

    c) As evidências se mostram favoráveis ao uso do exercício terapêutico, pois a imobilidade, que é um quadro comum em pacientes em estado crítico, pode degenerar estruturas, atrofiar membros, desfavorecer o fluxo de sangue. Desta forma, a movimentação precoce auxilia a um retorno mais rápido da funcionalidade, favorece o fluxo de sangue especialmente para a parte distal dos membros, mantem as estruturas ativas além de auxiliar na redução da dor.

    d) Sabemos que a espasticidade provoca uma limitação de movimentos, atrofia de membros, redução da funcionalidade. Neste sentido, os ET’s são altamente indicados pois se não revertem esse quadro, auxiliam em uma manutenção da qualidade de vida não permitindo que aconteça um avanço do quadro. Além disso, as mobilizações permitem que a circulação sanguínea se mantenha normalizada, permitem que o paciente mantenha a sua consciência em relação a prática do movimento, trazem uma mobilidade que permitem ao paciente realizar suas funções, além de serem uma etapa anterior ao controle neuromuscular que será feito adiante.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. c) Apesar de não termos muitos estudos randomizados para comparações é comprovada a eficácia dos exercícios terapeuticos durante o período de permanência em UTI. O tratamento precoce, mostra resultados favoráveis e impedem muitas complicações que o repouso absoluto e a imobilidade trazem ao paciente, como o comprometimento cardiovascular, gastrointestinal, urinário, respiratório e cutâneo, além da perca rápida de massa muscular pela atrofia.
    Quanto mais precoce o tratamento (com autorização médica) mais sistemas e outras funções serão preservados diminuindo em muitos casos até o tempo de permanência do paciente no leito.

    ResponderExcluir
  10. Antonia Jessyk - 1011066
    Dara Correia - 1011007
    Priscyla Dilliany - 1011088

    A) Exercício Terapêutico é um dos recursos fundamentais para melhorar ou restaurar a função de um indivíduo ou prevenir disfunções. Trata-se de um tratamento sistemático e planejado de movimentos corporais e posturais que proporcionam ao paciente um melhor trabalho de prevenção e reabilitação.
    B) O exercício Terapêutico é indicado para pacientes em condições de tratamentos neurológico, respiratório, postural e ortopédico, e tem como principais objetivos o tratamento ou prevenção de disfunções, aumentar a função física, diminuir fatores de risco e em geral e otimizar a saúde do paciente.
    C) As evidências da literatura falam dos casos dos pacientes críticos que, a cinesioterapia tem sido muito importante para estes pois o tratamento esta sendo iniciado precocemente sendo seguro e viável, com finalidade de evitar ricos da hospitalidade prolongada e imobilidade associada. Os exercícios terapêuticos oferecem benefícios tanto físicos com psicológico ao paciente. E tem como finalidade de ser usada como recurso para prevenção de fraqueza muscular, hipotrofia e recuperação da capacidade funcional.
    D) Segundo o artigo, Crioterapia e Cinesioterapia no membro superior espástico no acidente vascular cerebral, há significância no resultado de exercícios terapêuticos, pois nos casos dos pacientes que são citados no artigo, eles são avaliados a cada 10 sessões e houve progresso no decorrer do tratamento. Não esquecendo que, paciente espástico possuem limitações nas suas atividades diárias e quando não tratada pode ocorrer deformidades estáticas, com o tratamento da crioterapia e conesioterapia há melhoras em suas atividades.

    ResponderExcluir
  11. Alunas : Ingrid Loiola,Hanna Gadelha,Aline Cabral.

    a) A cinesioterapia é o uso do movimento ou exercício como forma de tratamento, a fim de
    proporcionar ao paciente um melhor e mais eficaz trabalho de prevenção, cura e reabilitação.

    b) Objetivo manter, corrigir e/ou recuperar uma determinada função, ou seja, restaurar a função normal de corpo ou manter o bem estar. A indicação baseia-se no desenvolvimento, melhora,
    restauração e manutenção da força, da resistência à fadiga, da mobilidade e flexibilidade, do relaxamento e da coordenação
    motora.

    c) A evidencia encontrada na literatura em relação a postura do fisioterapeuta na assistência da fisioterapia, com a finalidade de aprimorar a funcionalidade física e reduzir incapacidades. Inclui uma ampla gama de atividades que previnem complicações como encurtamentos, fraquezas musculares e deformidades osteoarti¬culares e reduzem a utilização dos recursos da assistência de saúde durante a hospitalização ou após uma cirurgia.

    D) Sim, porque a espasticidade acarreta
    limitações nas atividades de vida diária e torna-se um importante fator de risco para o desenvolvimento de deformidades estáticas quando não tratada.

    ResponderExcluir
  12. Mariana Araújo e Edineide Rodrigues

    1. Como definir o exercício terapêutico (ET)?

    R – Exercício terapêutico é a utilização do movimento humano como forma de manter ou desenvolver o próprio movimento em toda a sua função, porém esses movimentos não podem ser realizados de forma aleatória ou sem parâmetros, por isso existe a cinesioterapia, que, dentre suas atuações, engloba o exercício terapêutico, embasado no estudo da anatomia humana, fisiologia e biomecânica, para que os resultados esperados no paciente sejam realmente eficazes, sejam eles o de prevenir ou recuperar. Vale ressaltar que as técnicas de exercícios terapêuticos utilizados pela cinesioterapia são próprias e exclusivas do fisioterapeuta.

    2. Quais as indicações e os objetivos dos ET’s?

    R – O exercício terapêutico tem por objetivo manter, corrigir e recuperar a funcionalidade dos movimentos no intuito de melhorar a qualidade de vida dos pacientes, pois a motricidade pode ser considerada com um determinante de saúde. Dessa forma, consideramos que o exercício terapêutico é indicado tanto para pessoas que possuem algum tipo de incapacidade e necessitam recuperar o movimento/função, bem como para as pessoas que desejam prevenir algum tipo de disfunção musculoesquelético. Lembramos que as indicações são baseadas na necessidade de cada indivíduo e na avaliação feita pelo profissional de fisioterapia.

    3. No caso de pacientes críticos, quais as evidências da literatura em relação aos ET’s e a funcionalidade?

    R – Apesar de existirem poucos estudos científicos sobre os exercícios terapêuticos em pacientes críticos, a literatura mostra como viável e segura a mobilização precoce na UTI, pois esses pacientes, por terem restrições motoras severas, irão ser acometidos por um declínio na massa corporal, força, além de outras complicações, não apenas musculoesquelético. A mobilização precoce desses pacientes significa uma das únicas formas de interação destes com o ambiente, além de promover estimulação sensório-motora. Sabemos que a mobilização melhora o fluxo sangüíneo e lubrifica as articulações através do líquido sinovial e isso é de extrema importância para os pacientes críticos que passam por um tempo prolongado de imobilização. Indivíduos em estado crítico que não recebem ET’s, quando saem desse estado clínico, tem incapacidades funcionais que podem pendurar por muito tempo, tais como, fraqueza e fadiga persistente, essas complicações secundárias poderiam ser prevenidas ou revertidas com o uso da cinesioterapia precocemente e não apenas após a alta da unidade.

    4. No caso dos pacientes espásticos, há significância nos resultados? Justifique.

    R – Pacientes que possuem espasticidade certamente tem limitações nas suas atividades da vida diária, o que afeta sua qualidade de vida, e também podem desenvolver algum tipo de deformidade estática. Dessa forma os exercícios terapêuticos, contidos na cinesioterapia, são importantes tanto para prevenir as deformidades como para a reeducação neuromotora, devolvendo a estes pacientes um ganho enorme da funcionalidade ora perdida e, com isso, melhorando a sua qualidade de vida. Dentre os poucos estudos encontrados na literatura, o uso dos ET’s se mostrou eficiente na redução do grau de espasticidade.

    ResponderExcluir
  13. a- são exercicios usados para recuperar e manter funçoes cotidianas livremente.

    b- é indicado para pacientes que sofreram lesoes comprometendo seu desempenho de atividades cotidianas. recuperam o movimento, a flexibilidade, a força e previne a fadiga!
    Síssia Távora, Anne Silva e Monica Torres

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Alunas: Ana Caroline Lotife e Naira D da Silva

    a) O ET se define como uma terapia de movimento onde os exercícios são realizados como forma de tratamento.
    Para uma boa qualidade de vida o ser humano necessita movimentar-se, evitando problemas que podem se manifestar com o passar do tempo,problemas como trofismo muscular, diminuição da amplitude de movimento, comprometendo assim atividades comuns do dia a dia.


    b) Os ET tem o objetivo de melhorar ou até mesmo fazer com que a pessoa realize novamente funções perdidas, muitas vezes decorrente de comprometimento muscular, ósseo,e neuromotor.
    A imobilidade muitas vezes é necessária para proteção de estruturas físicas, mas podem comprometer a renovação tecidual, a circulação sanguinea, o liquido sinovial presentes com a mobilidade, ou seja com o movimento.
    Para um melhor tratamento é necessário uma avaliação cuidadosa e o acompanhamento diário da evolução do paciente.

    c) De acordo com o artigo achamos que é de fundamental importância ter um ET para pacientes críticos na UTI, pois os mesmos ficam debilitados prejudicando as estruturas, atrofiam membros e desfavorecendo o fluxo sanguineo. Por essas razões que a cinesioterapia é de suma importância para a recuperação do paciente e para que ele possa realizar suas amplitudes de movimento.

    d) Segundo o estudo realizado houve a comparação de medidas do movimento através do goniômetro nas articulações do punho, metacarpo, falangeanas e interfalangeanas antes e após o tratamento com crioterapia e cinesioterapia, houve uma evolução nos pacientes, com a diminuição do hipertonismo, reduzido o grau de espasticidade e ganhando extensão das articulações fletidas.

    ResponderExcluir
  16. A) O exercício terapêutico pode ser definido como tratamento por meio do movimento. O exercício terapêutico é um recurso fundamental utilizado na cinesioterapia a fim de restaurar, ou melhorar a função de um individuo e prevenir futuras lesões.

    B) Os exercícios terapêuticos são indicados nos casos de : ganho de ADM( ganho de amplitude), para que paciente recupere a amplitude normal do segmento ou pelo menos consiga chegar próximo ao estado fisiológico. É indicado para melhorar o desempenho muscular e articular, para melhorar o equilíbrio e ajuste postural. O exercício é importante na recuperação de pacientes que estão sedados, ou inconscientes em leitos de UTI, utilizando a mobilização passiva, para evitar bloqueios articulares.

    C) De acordo com a literatura os exercícios terapêuticos são benéficos aos pacientes críticos . Pois há uma melhora em seu estado físico e fisiológico. Além de evitar algumas patologias bacterianas. A imobilização acomete os sistemas musculoesquelético, gastrointestinal, urinário, cardiovascular, respiratório e cutâneo. E com um protocolo de exercícios terapêuticos, ajudaria o fortalecimento muscular, fazendo com que o paciente volte a sua vida normal, melhorando também na sua auto-estima.

    D) sim, por ter gerado resultados positivos, em relação a espasticidade, houve uma diminuição desta, logo, tendo um aumento de ADM. Com isso, deduz-se que o paciente poderia voltar a sua normalidade, da vida diária.

    BRUNA GOMES, PEDRO BRITO, SAMARA DE PAULO..

    ResponderExcluir
  17. d)O exercício terapêutico no paciente espático deve ser cuidadosamente prescrito e executado, com base nos princípios fisiopatológicos da espasticidade, pois a sua inobservância determinará o fracasso terapêutico e o possível aparecimento de complicações osteomioarticulares, decorrentes de uma cinesioterapia intempestiva e mal aplicada. Os exercícios de alongamento e isometria visam manter ou melhorar a amplitude de movimento (ADM) e força muscular, afim de evitar deformidades, permitir o melhor posicionamento de órteses, proporcionar um melhor equilíbrio.

    Equipe: Anne Rocha, Mônica Torres e Síssia Tavares.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Alunos: Ellen Mota e Luiz Paulo


    A)O exercício terapêutico tem como objetivo manter, corrigir e/ou recuperar uma determinada função, ou seja, restaurar a função normal de corpo ou manter o bem estar.

    B)Indicado nos casos de tratamentos neurológico, respiratório, postural e ortopédico. E tem por finalidade a manutenção ou desenvolvimento do movimento livre para a sua função, e seus efeitos baseiam se no desenvolvimento, melhora,restauração e manutenção da força, da resistência à fadiga, da mobilidade e flexibilidade, do relaxamento e da coordenação motora.

    C)Poucos são os estudos que abordam o papel da cinesioterapia em pacientes críticos, que na fase inicial são vistos como “muito doentes” ou “muito instáveis clinicamente” para intervenções de mobilização. Porém, os exercícios terapêuticos demonstram benefícios, principalmente quando iniciados precocemente, apesar das variedades de abordagens. Postergar o início dos exercícios apenas colabora para intensificar o déficit funcional do paciente.

    D)Sim. Alguns métodos fisioterapêuticos podem ser aplicados sobre o membro espástico com intuito de reduzir o tônus muscular; um deles é o uso do frio (crioterapia). A crioterapia é uma termoterapia negativa que foi formulada por neurologistas entre 1945 e 1954, por meio do método Kabat, com objetivo de facilitar a ação neuromuscular. Esse recurso terapêutico apresenta baixo custo e é de fácil aplicação, porém seu efeito na redução dos fenômenos tônicos parece ter duração limitada. Por outro lado, a cinesioterapia é um recurso fisioterapêutico citado na literatura, que também pode ser usado no tratamento de pacientes acometidos por AVC, atuando na prevenção de deformidades e na reeducação neuromotora.

    ResponderExcluir
  20. C) Com base em evidências científicas, podemos chegar a conclusões de que a cinesioterapia, quando proposta precocemente em pacientes de estado crítico, em UTI, traz ao paciente benefícios que podem evitar o atrofiamento de membros, degeneração de estruturas, além de favorecer o fluxo sanguíneo, e proporciona ao paciente uma recuperação mais rápida da capacidade funcional, além de prevenir a fraqueza muscular, comum em paciente que ficam muito tempo parado, sem poder se mover.

    Isabel Carvalho, Sayonara Mirelle, Nyara Maria

    ResponderExcluir
  21. A) Como definir o exercício terapêutico?
    O exercicio terapeutico é tratamento por meio do movimento. Seu objetivo é manter, corrigir e/ou recuperar uma determinada função, ou seja, restaurar a função normal de corpo. A cinesioterapia, que, dentre suas atuações, engloba o exercício terapêutico, embasado no estudo da anatomia humana, fisiologia e biomecânica, para que os resultados esperados no paciente sejam realmente eficazes, sejam eles o de prevenir ou recuperar.

    B) É indicado para prevenir ou recuperar pacientes impossibilitados com perda de funçao

    C) Com base nas evidencias cientificas e com a literatura, os exercícios terapêuticos são benéficos aos pacientes críticos . Pois há uma melhora em seu estado físico e fisiológico. Além de evitar algumas patologias bacterianas. A imobilização acomete os sistemas musculoesquelético, gastrointestinal, urinário, cardiovascular, respiratório e cutâneo. E com um protocolo de exercícios terapêuticos, ajudaria o fortalecimento muscular, fazendo com que o paciente volte a sua vida normal, melhorando também na sua auto-estima.

    D)Os exercícios terapêuticos, contidos na cinesioterapia, são importantes para os pacientes espasticos, tanto para prevenir as deformidades como para a reeducação neuromotora, devolvendo a estes pacientes um ganho enorme da funcionalidade ora perdida e, com isso, melhorando a sua qualidade de vida. Geram resultados positivos, aumento de ADM e o paciente poderá voltar a sua normalidade, da vida diária.

    ResponderExcluir